Carrinho 0

Quero ser transcritor de áudio na Jurotrans Traduções. O que devo fazer?

FAQ perguntas e respostas

Olá, amigos.

Já fizemos inúmeros posts sobre este assunto, mas, sem dúvida nenhuma, este é o tema que mais suscita dúvidas por aqui na empresa. Recebemos dezenas de e-mails por semana de candidatos a transcritores de áudio na empresa, mas muitos não sabem por onde começar e nem do que se trata este trabalho exatamente. Bem, vamos tentar esclarecer mais ainda estas dúvidas.

1) O que é a transcrição de áudio?

Em termos bastante simples, transcrever um áudio significa passar o seu conteúdo para o papel. Ou seja, trata-se de ouvir o que está sendo dito em uma gravação e então escrever aquilo, tal e qual. Parece simples, não? Bem, não é tão simples assim.

Para ser um transcritor, é preciso ter boa capacidade de concentração, ouvidos atentos e profundo conhecimento da língua portuguesa ou do idioma falado na gravação. Além disso, o transcritor precisa dispor de tempo para realizar o trabalho, já que é necessária em média uma hora de trabalho para transcrever dez minutos de gravação. Então, caso você esteja pensando em ser um transcritor apenas nas horas vagas ou como complementação de renda, pense bem no tempo que terá disponível para se dedicar à atividade.

2) Como posso me candidatar a uma vaga de transcritor na Jurotrans Traduções?

Bem, a Jurotrans Traduções é uma empresa como qualquer outra qualquer. Portanto, você deve começar pelo básico: enviando o seu currículo para a empresa (caso queira, pode enviar para contato@jurotrans.com). Não basta apenas enviar uma mensagem dizendo estar interessado no serviço, ou ter tempo disponível para fazer transcrições ou algo do gênero; é necessário enviar o seu currículo. Façamos uma comparação: você não entra em uma loja e simplesmente diz: "Quero vender" ou "Quero trabalhar como vendedor" e mais nada, certo? Você se apresenta, entrega o seu currículo, no qual descreve seu histórico educacional, sua experiência profissional, se houver, cursos, etc. Nós arquivaremos o seu currículo em nosso banco de dados. Caso venha a surgir alguma vaga em nossa equipe de transcritores de áudio (e é impossível prever quando isso vai acontecer), o único jeito de localizarmos você é pelo currículo que temos em nosso banco de dados; portanto, uma mensagem de apresentação não basta. E não se esqueça de manter os seus dados atualizados.

3) Não tenho experiência como transcritor. Isso diminui as minhas chances?

Não exatamente, mas logicamente daremos preferência a quem já tem alguma experiência na área, como é de praxe no mercado. Porém, TODOS passam pelo mesmo processo: envio de currículo, arquivamento em banco de dados; caso surja uma vaga, os currículos serão filtrados e os candidatos serão contatados. Se houver interesse, TODOS passam por um teste no qual devem transcrever uma curta gravação. Dependendo do caso, também podem ser enviados testes de conhecimento da língua portuguesa e pode ser marcada uma entrevista pessoal.

4) Então como posso adquirir experiência ou me familiarizar com o serviço de transcritor?

A palavra-chave aqui é TREINO. Hoje em dia não é tão difícil acessar alguma gravação feita em moldes profissionais, como um depoimento, uma reunião plenária, uma assembleia de condomínio... Use a criatividade, não faltam exemplos. E comece a praticar. Ouça, escreva o que ouviu e então ouça novamente acompanhando o texto produzido. É assim que se adquire experiência na área. Não precisa ser um áudio complexo, em que várias pessoas falam ao mesmo tempo, ou uma gravação de má qualidade. Comece treinando com algo mais simples e depois vá evoluindo. 

5) Vou ser contratado para um emprego fixo como transcritor?

Não, isso é improvável. Costumamos trabalhar apenas com freelancers, ou seja, APÓS a realização dos testes, você será contatado caso surja uma transcrição que corresponda ao seu perfil. Tentaremos então negociar preço, prazo, etc. E você será remunerado por aquele trabalho específico. Não há demanda para contratação fixa neste momento. Isso significa que você deve estar disposto a perder um fim de semana na praia, por exemplo, ou algumas horas de lazer diante da TV, do computador ou do videogame. Bem-vindo à vida do freelancer!

Esperamos sinceramente que este breve FAQ seja útil e esclarecedor. Lembre-se: há diversos posts sobre o assunto. Procure ler com calma e se informar sobre o assunto caso queira prosseguir no ramo. E não se esqueça: ser transcritor é uma profissão como qualquer outra: exige ter horários, disciplina, dedicação, estudo. Não deve ser vista apenas como um "quebra-galho", algo simples; isso pode queimar você no mercado.



Postagem anterior Postagem seguinte


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados