Carrinho 0

Nossa língua portuguesa: algumas dicas

dia-a-dia

Para o post de hoje, reunimos alguns dos tradutores e revisores da equipe da Jurotrans Traduções para darmos algumas dicas sobre o uso de nossa tão amada língua portuguesa, que tanto tem sofrido com os deslizes de seus falantes... Lembrem-se de que nossos profissionais conhecem e respeitam a língua e suas particularidades, um de nossos principais diferenciais.

O assunto do "em anexo" já foi abordado aqui em nosso blog, mas como esta é uma expressão encontrada com frequência (e usada erradamente com mais frequência ainda), não custa lembrar: a forma "em anexo" não existe, está incorreta. "Anexo" não tem a função de advérbio; portanto, como adjetivo, "anexo" deve ser usado em frases como "Envio currículo anexo." "O documento está anexo aos autos do processo." Simples assim.

O verbo "prever" é conjugado como o verbo "ver". No futuro do subjuntivo, antes de "se" e "quando" (tal como o verbo "ver"), assume a forma "vir". Portanto, alguns exemplos do uso correto deste verbo são: "Se ele previsse o que ia acontecer..." (E não "prevesse"); "quando eles previrem o futuro" (E não "preverem").

Uma expressão famosa por ser usada erradamente também foi muito citada por nossa equipe: "a nível de". Houve uma época em que se ouvia esta infeliz expressão em todos os contextos, dita por pessoas dos mais variados níveis culturais, e tanto foi dita que se tornou lugar-comum. Evite sempre!

O uso dos números também causa dúvidas. Vamos a algumas delas:

- Somente abrevie o termo "número" quando ele indicar seriação: Avenida Paulista, nº 1.034. Nos demais casos, deve-se escrevê-lo por extenso: "Cresce o número de homicídios na cidade". 

- De um a dez, os números devem ser escritos por extenso. A partir de 11 (inclusive), em algarismos: "dois estudantes", "14 pessoas", "31 mulheres", "três pastas".

- Não comece frases com algarismos. Você deve escrevê-los por extenso: "Treze homens estavam reunidos na sala." "Sete pessoas morreram no acidente."

- Os números de 1.000 em diante devem ser escritos com ponto: 1.354, 6.857, 2.315. A exceção é para a indicação de anos: 2012.

Uma última observação ainda sobre esse assunto dos números: as reduções de "milhão", "bilhão" e "trilhão" não existem! Sempre escreva-os por extenso: "A cidade tem uma população de três milhões de habitantes", e não três "mi". 

E lembre-se sempre: se você estiver precisando de um serviço de tradução e/ou de revisão de texto, conte sempre com a Jurotrans Traduções. Não corra riscos! Entre em contato e solicite um orçamento agora!



Postagem anterior Postagem seguinte


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados